Ações essenciais para proteger a sua instalação de CCTV de ataques cibernéticos

Equipo de Marketing
Equipo de Marketing By Demes Group 12 DE JULHO DE 2017

 

A vulnerabilidade frente as manipulações externas de qualquer dispositivo ligado a Internet é um tema que nos afeta a todos. Por isso é necessário que nos adaptemos a realidade deste tipo de praticas, que se aproveitam de aqueles sistemas que não tomam um mínimo de precauções para proteger-se.

O nosso compromisso desde o departamento de segurança cibernética do BY DEMES GROUP é velar por os nossos clientes e encorajar uma cultura de prevenção ativa e constante, que ainda não tínhamos assimilado no nosso setor, mas que se converteu numa necessidade essencial frente a cada vez mais ataques, tanto em variedade, como em numero que por os quais todos os dispositivos existentes estão a ser afetados.

A sensação de vulnerabilidade cresce raiz das noticias que diariamente informam-nos de ataques massivos a nível mundial, por isso são estes conselhos elementares, que esperamos que ajudem a todos os nossos clientes a elevar o nível de segurança dos seus sistemas de CCTV, pois se se seguem estas pequenas pautas vamos a ter o adequado nível de proteção para evitar ficar expostos frente a aqueles ataques que detetamos focalizados nas câmaras ou nos gravadores de segurança.   

Como já informamos anteriormente, seguem sendo validas as recomendações que nos oferece DAHUA, nosso fabricante de referência mundial de sistemas de segurança com sede em Hangzhou (China), para evitar que o seu sistema de vídeo ligado a rede possa ser afetado.

Desde BY DEMES GROUP pomos a disposição dos nossos clientes o serviço técnico para pedir qualquer atualização de Firmware pertinente e das seguintes medidas que estamos a recomendar desde já muitos meses para aumentar a habitual proteção das instalações IP:

1) Atualizar os equipamentos ligados a Internet com a ultima versão de Firmware.

2) Modificar a senha de administrador a valores que não sejam os pré-programados (os equipamentos que servimos desde 2017 já obrigam a utilizar uma senha segura). 

3) Eliminar as contas desnecessárias e revisar periodicamente os registos (Logs) do sistema. 

4) Mudar as portas HTTP pré-programadas (80) a outras portas disponíveis sem ser as habituais ou utilizar o HTTPS

5) Redirecionar as portas de streaming (37777) com outra numeração no router.

6) Evitar o uso do DMZ para redirecionar as ligações remotas ao gravador.

7) Ativar o Firewall do Router com valores que no sejam sem filtro.

8) Mudar a senha do Router, nunca deixar a que vem pré-programada (erro comum de muitos usuários finais).

9) Bloquear a porta Telnet no Router e a resposta de Ping (ações avançadas que recomendamos encarecidamente).

10) Recomenda-se, no caso de câmaras IP, o uso de NVR com switch POE integrado, isolado totalmente do exterior.


Estes novos 10 mandamentos de segurança cibernética formam parte das medidas essenciais de proteção que deveríamos fazer para qualquer dispositivo IP que tenha-mos online.   

Para mais informação, DAHUA também apresenta umas dicas para criar um sistema de segurança mais protegido seguindo este link.


Departamento de Segurança Cibernética do BY DEMES GROUP